Energias Renováveis – Principais Tipos e Fontes Alternativas

energias-renovaveis

 

Nos tempos atuais, mais do que nunca, pensar em modos de energia alternativas é fundamental para a evolução sustentável da humanidade.

Assim, o estudo e a evolução em cima de diferentes fontes de energia renováveis se dá como indispensável. Abaixo apresentamos os principais tipos de fontes de energias renováveis:

Produção natural: Energia Renovável

O processo de aproveitamento das energias naturais iniciou-se na Idade Média. Esse processo concretizou-se com a Revolução Industrial, quando a sociedade resgatou a utilização das rodas d’água, dos moinhos de vento e da tração animal.

A transformação do movimento circular das rodas d’água em movimento de vaivém possibilitou seu aproveitamento para produção de celulose, corte de madeira e polimento de armaduras.

O número de rodas d’água cresceu: só na Inglaterra havia, no século XI, uma roda d’água para cada 400 habitantes.

A utilização da energia eólica, por estar diretamente relacionada à disponibilidade de ventos suficientemente velozes, ficou restrita a regiões geográficas específicas. No caso da Holanda, sua utilização foi especialmente importante a partir do século XII, pois seus moinhos desempenharam papel significativo na elevação desse país a principal centro de corte de madeira e de moagem de grãos e especiarias da época.

 

O Futuro precisa de Mais Energia?

Renomados cientistas atestam que não. Alegam que não existe relação direta entre o crescimento econômico e consumo de energia.

Países da Comunidade Européia, Japão e Estados Unidos da América (EUA) têm adotado severas medidas para contenção de gastos de energia. Eles têm optado por produção através de fontes de energias renováveis, sem prejuízo de seu desenvolvimento econômico.

A aplicação de tecnologia dirigida para economizar energia e evoluir a produção de energias renováveis vem produzindo equipamentos mais eficientes. Um belo exemplo é a lâmpada de luz fluorescente, que produz a mesma intensidade de luz com apenas 25% da energia gasta por uma lâmpada incandescente equivalente.

É direito de todo ser humano ter acesso a trabalho, atendimento médico, educação e lazer. É obrigação daqueles que detêm o poder lutar para que esses direitos sejam alcançados e preservados em cada pedaço de terra deste planeta.
A Terra é patrimônio de todos, e é obrigação de cada um a sua preservação.

Nesse processo é muito importante a conscientização dos diferentes governos de que a crise energética atinge a todos, ricos ou pobres, indiferentemente. Portanto, investimentos e esforços conjuntos na- busca de soluções viáveis que não prejudiquem o meio ambiente e o a popularização de fontes de energias renováveis significam a sobrevivência da humanidade.

Por um mundo mais limpo

tipo-de-energia-renovavel

Com o passar das décadas, alguns países passaram a se unir visando a diminuição dos impactos causados na natureza, frente à evolução econômica de todo o mundo.

Não só a geração de energia, mas o grande número de automóveis e a desmatamento (principalmente no Brasil) vem causando dados irreparáveis ao planeta.  Assim surgiu o Protocolo de Kyoto que firmou o compromisso em reduzir a emissão de gases poluentes em vários países. Tal acordo foi firmado em 1997  por parte dos países do desenvolvidos.